06/12/2011

Tribunal baiano nega habeas corpus para Marcos Valério


Share/Bookmark
SÃO PAULO - O desembargador Jefferson dos Santos, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), indeferiu na tarde desta terça-feira os quatro habeas corpus impetrados em favor do publicitário mineiro Marcos Valério Fernandes Souza e de seus ex-sócios, Ramon Hollerbach Cardoso, Francisco Marcos Castilho Santos e Margareth Maria de Queiroz Freitas.

O advogado de Marcos Valério, Marcelo Leonardo, disse que prefere aguardar a notificação oficial do Tribunal de Justiça da Bahia para se manifestar. No habeas corpus, Leonardo havia argumentado que não haveria fundamento para a manutenção da prisão preventiva por tempo intederminado do grupo. Segundo ele, os crimes de formação de quadrilha e falsificação de documento público, de que os quatro são acusados, já teriam sido prescritos, além de eles não oferecerem risco à produção de provas.

Conhecido como o operador do esquema de compra de votos de parlamentares, o Mensalão, Valério e outras 15 pessoas foram presas durante a operação Terra do Nunca, na última sexta-feira, acusados de envolvimento em um esquema de grilagem de terras em São Desidério, no Oeste baiano (870 km de Salvador). Ele divide cela especial com os dois ex-sócios na sede da Polinter, em Salvador.

O Globo
 

Nenhum comentário: