02/11/2011

Grã-Bretanha estuda ataque ao Irã, diz 'Guardian'


Share/Bookmark

Segundo o jornal britânico, país espera que EUA liderem ação contra programa nuclear iraniano e discute locais estratégicos para a operação

Usina nuclear iraniana
Usina nuclear iraniana: os americanos temem que o programa de enriquecimento de urânio iraniano seja, na verdade, um projeto secreto para desenvolvimento de armas nucleares. (AFP)
Seguindo Israel, que nesta manhã discute internamente um possível ataque às centrais nucleares iranianas, o Exército da Grã-Bretanha começa a se preparar para participar de uma ação militar contra o país islâmico. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo jornal britânico The Guardian.
Segundo o veículo, o Ministério de Defesa britânico acredita que, em breve, os Estados Unidos podem dar início a um ataque aéreo a centrais nucleares iranianas. Os americanos temem que o programa de enriquecimento de urânio iraniano seja, na verdade, um projeto secreto para desenvolvimento de armas nucleares. Funcionários do governo da Grã-Bretanha informaram ao jornal que seu país pretende ajudar os americanos na missão – e já está com a mão na massa.
Militares britânicos já consideram quais seriam as melhores posições em que poderiam instalar seus submarinos e navios nos próximos meses. A Grã-Bretanha também daria carta branca para que os Estados Unidos usassem bases militares em Diego Garcia, seu território no Oceano Índico.
As fontes do Guardian garantiram que o presidente americano Barack Obama não gostaria iniciar uma campanha militar antes das eleições de 2012. Contudo, a agressividade da postura iraniana e novas informações de inteligência que serão divulgadas na semana que vem podem antecipar o conflito.


Nenhum comentário: