30/10/2011

'Viveremos e venceremos', diz Chávez a Lula sobre câncer


Share/Bookmark
FLÁVIA MARREIRO
DE CARACAS

Sob tratamento para câncer, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, compartilhou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que diagnosticou neste sábado um tumor na laringe, sua palavra de ordem contra a doença: "Lula, irmão, viveremos e venceremos!".

Em nota distribuída pela Chancelaria venezuelana, Chávez afirma que recebeu "com grande preocupação" a notícia sobre a saúde do ex-presidente brasileiro, que visitaria Caracas no dia 11 de novembro. Lula cancelou a agenda internacional.


"Lula sabe que estarei atento ao desenrolar de todo seu processo, como ele tem estado junto a mim na circunstância que vivi e estou superando", diz o venezuelano.

Chávez revelou ter câncer em 30 de junho. Pouco tempo depois Lula e a presidente Dilma Rousseff, que descobriu um linfoma em 2009, ofereceram a ele a possibilidade de se tratar no hospital privado paulistano Sírio Libanês, onde ambos são atendidos. O hospital chegou a ser visitado pelo chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, mas Chávez preferiu seguir o tratamento em Cuba e na Venezuela.

Desde então, o venezuelano tem agradecido as gestões dos políticos brasileiros e fala emocionado do apoio que recebeu de Lula.

Ele se diz comovido com o esforço do ex-presidente brasileiro para convencê-lo a ir ao Brasil. Segundo Chávez, Lula disse ao chanceler Maduro: "Nicolás, diga a Chávez que se for necessário dormir na porta do quarto [do hospital] cuidando ele, eu dormirei".

Após quatro meses de tratamento quimioterápico, Chávez se declara "livre" do câncer --ele jamais revelou que órgãos a doença atingiu. Na semana passada, ele atribuiu a sua cura a um milagre.

A falta de boletins médicos e as lacunas no diagnóstico mantém, no entanto, clima de incerteza a respeito de sua saúde. O venezuelano tentará se reeleger à Presidência em outubro de 2012.

Por conta da doença, Chávez trocou a consignia "Pátria socialista ou morte!" por "Viveremos e venceremos!".

Nenhum comentário: