14/09/2011

Ministro do Turismo se demite e é o quinto a cair no governo Dilma


Share/Bookmark
Presidente aceitou a carta de demissão do ministro; PMDB írá indicar o nome do novo titular da pasta

Tânia Monteiro / BRASÍLIA - O Estado de São Paulo
O ministro do Turismo, Pedro Novais, entregou no início da noite desta quarta-feira, 14, sua carta de demissão à presidente Dilma Rousseff, que aceitou o pedido. Ainda não há nome para substituí-lo no Ministério. A definição de quem ocupará o cargo sairá entre esta quarta e a quinta-feira, 15.  
Segundo o líder do PMDB na Câmara, a decisão de deixar o cargo partiu do próprio ministro - Ed Ferreira/AE - 17/08/2011
Ed Ferreira/AE - 17/08/2011
Segundo o líder do PMDB na Câmara, a decisão de deixar o cargo partiu do próprio ministro
Mais cedo, o líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), havia informado que Novais e o vice-presidente Michel Temer iriam juntos à presidente Dilma para entregar a carta de demissão do ministro. Henrique Eduardo Alves deve apresentar a Temer ainda na noite desta quarta uma lista de sugestões de nomes do PMDB para o ministério.
Após deixar o Palácio do Planalto, Alves foi à Câmara para se reunir com os peemedebistas a fim de discutir os possíveis nomes para a substituição. O líder disse que a decisão de deixar o cargo foi do próprio Novais. "Ele disse que tem razões de sobra para responder a essas indagações, só que vai demandar aborrecimentos e constrangimentos e ele não quer que o ministério do Turismo seja prejudicado em sua gestão, já que estamos nos preparativos para a Copa do Mundo", disse Alves, ressaltando que o partido acata e respeita o gesto de Novais.
Ainda segundo o líder peemedebista, Temer lhe pediu que fosse ao Congresso, para que o partido oferecesse alternativas. "Vamos mostrar que temos vários quadros que podemos oferecer ao governo", disse o deputado. 
(Atualizada às 18h52)

Nenhum comentário: